Seguidores e Amigos

Pagina 2 - Introdução ao Desenho - Conhecimentos Básicos


                                                                                                                  
                                                                  
                                                                   INTRODUÇÃO

Olá ,me chamo Adilson G. Amaral, desenhista Auto didata,desenvolvi esta pagina para ajudar aos que estão iniciando em desenho,ou queiram iniciar, e não tenham condições financeiras para pagar um Curso;desta forma estou disponibilizando meus conhecimentos gratuitamente,espero alcançar  a todos os amantes desta Arte visual...



Meu método de ensino se baseia em formas geométricas, ou seja: tudo o que se quer representar em desenho, devemos visualizar naquela forma geométrica que mais se assemelha ao desenho em questão. Lógico que além disso todo iniciante de desenho deve treinar bastante as texturas, a luz e sombra e a perspectiva.

Tendo um bom domínio sobre estas ferramentas de desenho, o iniciante torna-se um habilidoso desenhista e está apto a trabalhar qualquer forma de desenho; contudo devemos sempre lembrar que: por melhor que seja o profissional, sempre há algo a aprender, a vida é um aprendizado continuo, e sábio é aquele que se acha menor que todos, isto o torna um ser mais respeitador dos seus semelhantes.

Ainda no final desta pagina, explico o Básico sobre lápis para desenho,assim como também os Materiais necessários para os iniciantes desta Arte Visual
                                                                  

                                   Tendo ciência destas coisas, vamos ao que interteça:





1- Criei o desenho abaixo, só para expor em detalhes do que foi dito anteriormente, ou seja, se nós olharmos o objeto a ser desenhado, visualizando-o nas formas geométricas que mais se encaixam no modelo a ser copiado ou criado, fica extremamente mais fácil  criar, ou reproduzir um desenho. 

Veja a imagem:


1

Veja que enxergando sobre  forma geométrica, todo desenho fica infinitamente mais fácil de ser reproduzido ou criado.

Assim fazendo, o iniciante  em desenho ganha tempo no aprendizado,ganha com isso também mais confiança em si , e consequentemente sobressai sobre as demais pessoas que não adotam este método.

Então para se reproduzir o desenho da figura 1, basta visualiza-lo como o da figura 2,e depois de passar assim para o papel,e só depois ir acertando até encontrar  as formas reais do desenho. 



2


2 - Devemos agora  olhar este  mesmo desenho, por um ângulo que deve ser olhado todo objeto a ser desenhado, ou seja: Vamos observar o desenho sempre respeitando a perspectiva. Observe a imagem a seguir:


3

Observe que  neste caso fiz o desenho com a linha Do horizonte ao meio da imagem ,assim sendo  a parte de cima do desenho deve ser visualizada de baixo para cima, e a parte de baixo, deve ser visualizada de cima para baixo, dessa forma posso visualizar a parte de dentro do colarinho do personagem, já o chapéu, por eu ver de baixo para cima, fica impossível visualizar o seu interior.

Veja esta explicação neste vídeo, basta clicar no link abaixo da imagem:



                                       "Clique aqui e entenda em vídeo esta explicação"



Logo assim, fica fácil compreender onde está a linha do horizonte.
Lembre-se que a observação de perspectiva, assim como formas geométricas, deve-se aplicar em todo o tipo de desenho.

3- Outra coisa que devemos utilizar ao copiar um desenho, é usar a comparação de tamanho, sendo assim, cada detalhe do desenho serve como parâmetro de base para que possamos fazer um outro detalhe, comparando o tamanho dos mesmos.

Eu neste desenho posso  comparar o  tamanho da boca, e comparação ao tamanho da gravata, e assim vou construindo o desenho de maneira que ganhe as proporções dentro do tamanho do desenho a ser copiado (isso no caso de eu estar copiando uma imagem).

Posso também perceber que a espessura das sobrancelhas são idênticas as espessuras dos cabelos, à partir disso me falta comparar quantas sobrancelhas medem cada cabelo.
E assim Consigo construir todos os elementos que compõem os detalhes interno do desenho.



4


Outra questão neste mesmo assunto, é fazer uma comparação de distâncias entre um detalhe e outro, por exemplo:

A distância de uma sobrancelha para outra é de uma sobrancelha.

A distância do nariz para a boca é de meia sobrancelha e assim vou compondo os detalhes internos dos desenhos.

Obs.; É muito comum os pais de alguma criança , mostrarem com orgulho os desenhos dos filhos para alguém é dizer:"Olha este desenho que o meu filho(a) fez,ele pega um desenho pequeno e faz o mesmo desenho grande",como se isto fosse algo extremamente difícil. 

Mas na verdade a criança tem mais sensibilidade do que muito adultos, para perceber que é mais fácil comparar tamanhos e distancias em imagens pequenas, do que grandes,e dai fica mais fácil ,do que pegar uma imagem grande, e reproduzi-la em um desenho pequeno.

Mais o importante nesta história acima  é o seguinte: Faça comparações de tamanho e distancia, em todo desenho a ser copiado(perca bastante tempo observando), isto te fara um melhor  observador,e consequentemente um bom desenhista!



4 - Bom pessoal, tendo em mente as questões levantadas a cima, só nos resta ter uma noção de luz e sombra para que possamos fazer um desenho bem harmonioso e atraente aos olhos do observador, para isto é necessário que enxerguemos o desenho não como linhas sobre o papel, mas sim como algo real em nossa imaginação, ou seja: No caso devo ver o desenho acima, não como um desenho de um palhaço, mas um palhaço propriamente dito, à partir disso fica mais fácil compreender onde devemos colocar a sombra e a área iluminada aparecera automaticamente.

Outra coisa que devemos observar neste caso é: De onde vem a luz? Para isso devemos pré determinar da onde ela (a luz) parte, se da esquerda para direta ou da direita para esquerda, ou se é de cima para baixo, ou de baixo para cima; e só ao definirmos isso, é que começamos a trabalhar a sombra no mesmo sentido  da luz (Ou seja, sempre que a luz encontrar um volume em seu caminho, fará projetar a sombra atrás de cada detalhe que estiver em sua frente, como podemos observar na imagem abaixo).



5



Outra coisa que devemos aprender é observar os tons de sombra em um desenho, a luz será intensa, onde se choca com a superfície do desenho e será seguida de um tom fraco de sombra; e um meio tom de sombra até encontrar a sombra mais intensa, que estará sempre nos cantos mais fechados e profundos dos desenhos, como vemos no desenho a seguir:



6

                                                           

                                 
                                          
                                                                     Sobre os lápis

Existem três referencias de lápis para desenho que são os: H, HB e o B. 


O "H" se caracteriza por ter o grafite duro e por tanto bem mais claro.

O "B" possui o grafite macio e mais escuro, enquanto o "HB" é o intermediário entre o "H" e o "B".
Essas três referências de lápis, vão do número 2 ao 8.
Por exemplo: H2, H3, H4, H5, H6, H7 e H8 - HB2, HB3, HB4, HB5, HB6, HB7 e HB8 - B2, B3, B4. B5, B6, B7 e B8.

Algumas marcas possuem o número 9 e 10 para cada referência.
Eu particularmente utilizo o "HB2" para iniciar os desenhos e vou aumentando gradualmente o tom de grafite para dar volume aos meus trabalhos.
Quando quero um trabalho claro, inicio o desenho com o "H" e vou aumentando o valor tonal do grafite, utilizando as mesmas referências de lápis até que encontrar o contraste satisfatório, aí então uso o HB2 para finalizar.

                                             Os materiais necessários para os iniciantes


Para quem está iniciando do zero, não aconselho comprar muitos materiais, segue a lista abaixo com os materiais que julgo serem suficientes para o início do aprendizado:

  • 100 Folhas de papel A4
  • 1 Borracha (de boa qualidade)
  • 1 Caixa de algodão para esfumar
  • 1 Estilete ou apontador para apontar os lápis
  • 1 Prancheta (ou mesmo uma tábua )
  • Os lápis H, B, H2 , HB2, B4 e B6.
Comprar todas as referências de lápis e suas numerações pode ser bom, porém iniciar na arte dos desenhos utilizando todas elas pode acabar confundindo a cabeça do iniciante e por tanto vai prejudicar seu aprendizado.

Nenhum comentário: